sexta-feira, 28 de maio de 2010

Sai urubu!

Lá vai bombaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!


Não quero criar aqui um espaço pra reclamar, pra falar mal da vida. De forma alguma. Mas olhe, ultimamente, tá complicado.
Desde que a Maria nasceu já fui parar 3 vezes no pronto socorro com dores. Achava que era o estômago...fui ao gastro que descobriu pedras na vesícula. Certo. Ele vai me operar, tá tudo ok. Mas - ôe! - ele avisa que não opera pelo meu plano de saúde vai sair - ôe! - DOISMILEQUINHENTOS reais, sem os honorários do anestesista.
Dei risada, mandei a merda e saí do consultório.
Fui em busca de outro médico que me atendeu prontamente. Vai me operar em 4 dias. Corro atrás de exames pré-operatórios que faltavam, marco entrevista com o anestesista. Lá chegando - que beleza, gente linda - ele descobre que minha tireóide tá toda doidona o que me impede de fazer a cirurgia de bate pronto.
Aqui vale uma pausa dramática: ESTOU TENDO UMA CRISE DE CÓLICA A CADA DOIS DIAS. E DÓI GENTE, COMO DÓI!

A anestesista diz com cara de quem tá contente: vá ao seu endócrino, reveja as doses do teu hormônio e volte daqui a 30 - EU DISSE TRIN-TA! - dias.
Tudo bem, fico brava mas vou pra casa. Ligo pra endócrino que - ôe!! - saiu em licença maternidade. Ligo pro endócrino do meu pai, de quem herdei a tireóide "pôdi", e - óVio - ele não atende pelo meu plano. Ligo para o plano de uma vez e marco com uma médica zé-roela qualquer que me atenderá na segunda-feira. Assim que ela passar a nova dosagem, vou tomar o remédio que demorará cerca de um mês pra regular minhas taxas hormonais. Ou seja, terminando minhas férias, quando eu deveria voltar pro trabalho, vou me operar.
Ou seja², chefe nenhum tem obrigação de entender que depois de gozar 4 meses de licença maternidade, mais 1 mês de férias, eu vou entrar com aqueeeele atestado amigo de 2 semanas. Vão me dizer: você é uma brincalhona...

Quer dizer, tô cagada de urubu ou não? Abraço!


terça-feira, 25 de maio de 2010

Você está velha quando...



...entra na sala sorrateiramente onde seu sobrinho pré-adolescente assiste um clipe da Alanis com um amiguinho. Ele comenta "cara, quem é o velho que curtia isso antigamente?". Exato, ele usa a palavra 've-lho' seguida de 'an-ti-ga-men-te'!
Peguei minha auto-estima, coloquei no bolso e saí cantando.
You live, you learn.


Tô toda trabalhada na velhice!

Pílulas




Há bem pouco tempo eu entendi o que minha mãe queria dizer quando falava "você só vai entender quando tiver seus filhos". Cuspi pra cima, caiu bem na testa.

***

Minha vida é tão menos importante hoje. Minhas coisas, meus horários, minha fome, minha sede...a não ser que isso gere consequências à vida deles, à fome deles...

***

Antônio e Maria me tornaram uma pessoa melhor. Mesmo que pra você, isso seja pior. Entêne? #Pelé

***

Eu nem acredito que precisei de 29 anos para conhecer - finalmente - o que realmente importa na vida.

***

Não adianta ser magra, linda, rica, namorar mil caras diferentes, sair na balada de quinta a domingo se quando a gente coloca a cabecinha no travesseiro, ainda falta alguma coisa maior, mais importante!

***

Eu achei o que me faltava. Minha família, meus filhos, meu amor. Tenho tudo que eu preciso pra ser feliz. Realização é isso. E não i$$o.

***

Quem tem dinheiro, quem faz festa, jantares, reúne amigos. Quem passa dificuldade, vive pros filhos, tem outras prioridades que não festejar, perde os amigos. Simples assim.

***

No mais, gente amiga, é isso aí, eu voltei!
Sinto falta de escrever mesmo que mal.

***