quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Ahá Uhú, eu sou uma quebrada!

Muito divertido um dia que - em suas primeiras 3 horas - lhe traz as seguintes BOAS notícias :

- A escola do seu filho telefona. Mensalidades atrasadas. A diretora comenta "eu sei que você é séria, Amanda...só queria saber se não havia esquecido da gente". Ou seja, traduzindo: eu considero você uma caloteira.

- Sua diarista que veio trabalhar em casa hoje telefona e diz: vieram cortar a luz. "Amanda, eu pedi por favor pra não cortarem, mas não deu. O que eu faço se não vai dar pra passar roupa?". Ou seja...por desorganização total e completa sua e de seu marido, você ficou sem luz. Com dois bebês pra cuidar. Que beleza. Já foi solucionado.

- O sistema com o qual você trabalha não funciona. Mas tá, isso é rotina...próximooo!

- Suas amigas do trabalho lhe compraram um presente lindo. Alegria em forma de chocolate. E sim, UFA, essa é uma verdadeira boa notícia.

Fim.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Sobre amigos...




Olha, tenho mil defeitos. Mas um que não tenho - modéstia à PQP - é ser má amiga.
Quando eu gosto de alguém, quando faço um amigo, é para estar por perto mesmo! Não deixo qualquer um entrar na minha vida e também não me permito invadir a vida de ninguém se não for pra fazer a diferença.
Por isso fico triste quando alguém questiona essa minha característica.
Defendo os que eu gosto com toda força do meu coração, me fodo muito por consequência disso...mas não me importo.
Amo, cuido, extrapolo a racionalidade até. Mas não me arrependo. Tem gente que não é merecedora desse tipo de amor. Tem gente que não conhece esse tipo de amor. Tem gente que não quer ser amado assim. Não há como julgar...
Mas me dou ao direito de escolher a dedo e com muita parcimônia quem vai fazer parte dessa lista seleta de pessoas a quem defendo custe o que custar.

Estou cansada de ser decepcionada. Embora tenha aprendido com a minha mãe: você só se dececpciona se permitir...se abrir brecha. Eu não abro mais.

De boba não tenho NEM o jeitinho de andar.



quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Tá?!

O meu amor eu guardo para os mais especiais. Não sigo todas as regras da sociedade e às vezes ajo por impulso. Erro, admito. aprendo, ensino. Todos erram um dia: por descuido, inocência ou maldade. conservar algo que faça eu recordar de ti seria o mesmo que admitir que eu pudesse esquecer-te.


William Shakespeare

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

- porra -




Em tempos de grandes mudanças é preciso ter uma coisa que não tenho, de fato: paciência.
Estou passando por uma fase fodida. Deve ser meu inferno astral. Em poucos dias faço 30. Não gosto também de como está soando essa nova idade. Trin-ta. Não gosto, definitivamente. Mas simbora.
Tô azeda, amarga, perto de gente muito mal intencionada. Gente não, 1 mal intencionado. Dá nada...tô sempre "vestida e armada com as armas de Jorge". Cabra ruim não me pega, nem a pau. Mas afeta o dia a dia, o peso do ambiente, a azia no estômago...essas pequenas coisas.
Meu twitter, só pra te dar um exemplo, é um eterno chororô, de como eu gostaria que as coisas fossem e - olha - eu luto MUITO para que as coisas melhorem. Não me envergonho de pedir, gritar, me fazer ver. Mas bater em ferro frio por muito tempo machuca demais as mãos...e eu to esmorecendo.

Tô com um puta medo de me acomodar.
Como diz meu filho lindo: Meajudaeu?!

Bóra rezar, que não paga imposto nem nada:

Chagas abertas, Sagrado Coração todo amor e bondade, o sangue do meu Senhor Jesus Cristo, no corpo meu se derrame hoje e sempre.
Eu andarei vestido e armado, com as armas de São Jorge. Para que meus inimigos tendo pés não me alcancem, tendo mãos não me peguem, tendo olhos não me exerguem e nem pensamentos eles possam ter para me fazerem mal.
Armas de fogo o meu corpo não o alcançarão, facas e lanças se quebrarão sem ao meu corpo chegar, cordas e correntes se arrebentarão sem o meu corpo amarrarem.
Jesus Cristome proteja e me defenda com o poder de sua Santa e Divina Graça, a Virgem Maria de Nazaré, me cubra com o seu Sagrado e divino manto, me protegendo em todas minhas dores e aflições, e Deus com a sua Divina Misericórdia e grande poder, seja meu defensor, contra as maldades de perseguições dos meus inimigos, e o glorioso São Jorge, em nome de Deus, em nome de Maria de Nazaré, e em nome da falange do Divino Espírito Santo, me estenda o seu escudo e as suas poderosas anulas, defendendo-me com a sua força e com a sua grandeza, do poder dos meus inimigos carnaise espirituais e de todas sua más influências, e que debaixo das patas de seu fiel ginete, meus inimigos fiquem humildes e submissos a vós, sem se atreverema ter um olhar sequer que me possa prejudicar.
Assim seja com o poder de Deus e de Jesus e da falange do Divino Espírito Santo.
Amém.




segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Há!



Eu me admiro com a minha capacidade de revirar o baú de coisas velhas e buscar fatos do passado.
Passo uma vergonha que dói, mas sempre tento trazer as memórias pros envolvidos.

É que já fui (fui?) tão tonta nessa vida...
Não está fazendo sentido, né?

Deixa quieto.

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Laaaaaaaaaazy



A preguiça é o pecado mais feio que há.
Sendo assim, sou a maior pecadora do pedaço.

Won't you wanna save me?!

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Socorrei!

"Pedro, aproximando-se, lhe perguntou: Senhor, até quantas vezes meu irmão pecará contra mim, que eu lhe perdoe? Até sete vezes? Respondeu-lhe Jesus: Não te digo que até sete vezes, mas até setenta vezes sete".
Mt. 18:21,22

Ontem aconteceu algo muito definitivo na minha vida. Um conflito que gerou uma decisão que - acredito - seja eterna.
As pessoas me magoam por diversas vezes, mas chega a um ponto muito triste em que o perdão já não é possível.
No entanto, né meu eterno ministro Gil, as coisas não são imutáveis. Eu não tenho controle sobre o tempo, ele é Rei. Você bem disse.

Portanto,
"Tempo Rei, transformai as velhas formas do viver. Ensinai-me, oh Pai, o que ainda não sei..."

Só escrevendo pra exorcizar a tristeza.


simplesmente, me abrace



"Quando eu estiver louco, sutilmente se afaste".
Muito esperto esse Samuel Rosa!
Olha, demora muito pro meu caldo azedar. Mas muito. Só que quando azeda, nem um quilo de açúcar me adoça.
Eu andava engolindo uns sapos aí. Ele vinha, entrava goela abaixo, eu ia lá, empurrava com um copo d'água. Só que ontem, a saparada foi expulsa de dentro de mim.

Me vesti de louca e joguei a caca no ventilador. Não sei se isso é bom ou ruim!
Se mágoa dá câncer, eu me livrei de uma leva boa de coisas ruins guardadas. O problema é que esses processos acabam por magoar quem não merece.
Por isso, pra esse alguém, eu peço desculpas. Eu amo você, você não merecia conhecer a verdade dessa forma. Você é bom, tem um coração de ouro.

Só isso.
Xau.

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

E o amor?




5 dicas pra manter o amor:




1 ) Jamais finja que seu relacionamento é perfeito. Nenhum o é. Não represente pras pessoas ser o casal 20 quando em casa as coisas estão em 0,5.

2) Cuide. Cuide. Cuide. Esteja perto e defenda seu amor. Seja uma equipe, um time, chame do que quiser.

3) Blinde seus ouvidos para críticas vazias vindas de fora. Mas, ainda assim, tente filtrar quando alguma for relevante. (O mundo é cruel, amadoamigo, as pessoas se incomodam com a felicidade alheia)

4 ) Continue sendo você mesma. Sempre. Gosta de samba e ele de rock? Não se torne roqueira por osmose.

5) Mais importante de tudo: GOSTE sempre mais de você.




Fim.


segunda-feira, 2 de agosto de 2010

E não é que deu certo?!

A corrente do bem feita em torno do pedido da minha amiga @VLSaT, deu certo.


Empresário paga passagem de dois universitários para evento da ONU

Penalizado com a situação de dois estudantes escolhidos pela Organização das Nações Unidas (ONU) para participar de uma conferência da instituição em agosto, na Malásia, o presidente do Instituto Norberto Bobbio, Raymundo Magliano Filho, decidiu pagar do próprio bolso o preço da passagem para os dois. Magliano Filho doou R$ 5 mil para cada um depois de ler reportagem publicada ontem no Estado.

Os alunos de Ciências Sociais da USP Juliana Moura Bueno, de 20 anos, e de Relações Internacionais da PUC-RJ João Pedro Lacerda de Sá Teles, de 21, foram selecionados entre centenas de jovens para integrar o comitê do Global Model United Nations, em Kuala Lumpur, em 14 de agosto. Instruídos a buscar patrocínio, eles procuraram mais de 50 instituições brasileiras, públicas e privadas, sem conseguir a ajuda. "É bom dar condições para esses moços chegarem lá", disse Magliano Filho. "Estou tão feliz, nem sei como agradecer", afirmou Juliana.

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Pra que estudar, né?

Todos pela educação? Será mesmo? Aqui no Brasil?


O filho de uma querida amiga do twitter (a @VLSaT) está em maus lençóis. O menino é super estudioso, ganhou PELA SEGUNDA VEZ um concurso entre centenas de jovens para representar o Brasil numa conferência da ONU. Só que, claro, não tem patrocínio para ir até Kuala Lampur, onde vai acontecer o evento. Brasil - il - il
Peço que divulguem para - quem sabe - alguém se manifestar em favor dele e dos demais estudantes.

Segue a notícia do jornal O Estado de São Paulo.



Estudantes brasileiros que venceram concurso mundial não têm verba para ir a convenção

Escolhidos entre centenas de jovens para participar do comitê organizador da conferência Global Model United Nations, da ONU, de 14 a 18 de agosto, dois universitários brasileiros vivem o drama de não conseguir custear o preço da passagem para o evento, em Kuala Lumpur, capital da Malásia.

A estudante de Ciências Sociais da USP Juliana Moura Bueno, de 20 anos, e o aluno de Relações Internacionais da PUC-RJ João Pedro Lacerda de Sá Teles, de 21, foram chamados após rigorosa seleção. Mais de 500 jovens de todo o mundo participarão do fórum, mas só 28 como parte do comitê organizador.

Os universitários tiveram treinamento na sede da ONU, em Nova York, em junho, e foram instruídos pela entidade a procurar patrocínio em seu país. Há um mês e meio buscam, sem sucesso, instituições para ajudá-los. Yvonne Acosta, responsável na ONU pelo evento, diz que "em casos como esses pedimos aos participantes que consigam os fundos". Ainda assim, ela tenta levantar a verba. "É difícil, porque o Brasil fica longe da Malásia, e as passagens são caras."

"Mandamos mais de 50 e-mails", diz Juliana. "Sempre ouço nossos governantes e empresários dizendo que apostam nos jovens, mas o que vi até agora foi um total e completo descaso." Na USP, o pedido de Juliana foi encaminhado à pró-reitoria de graduação, mas não foi respondido.

As companhias aéreas sugeriram que eles buscassem nos sites tarifas mais baratas. O Santander afirmou que só dá bolsas para programas com "universidades conveniadas". O MEC disse que não há "previsão legal" para esse tipo de ajuda e o Ministério das Relações Exteriores, que não há previsão orçamentária.

"Não imaginei que seria tão difícil assim. Fomos escolhidos pela qualidade do nosso currículo, já participamos de simulações da ONU", diz João, que estuda com uma bolsa integral do ProUni. A passagem para Kuala Lumpur custa cerca de US$ 2,5 mil dólares (R$ 4,4 mil).


segunda-feira, 26 de julho de 2010

Acabou a Doriana!




"Foram quase duas décadas de uma união feliz, com os altos e baixos de qualquer relação entre marido e mulher, que termina agora deixando como fruto a amizade, o respeito e a admiração mútua, além de um casal de filhos lindos e amorosos que nos ligará para sempre através de um amor profundo. Ao longo de nossas carreiras sempre contamos com o carinho e respeito da imprensa na observação dos limites que separam a nossa vida pública da privada. Esperamos continuar a merecê-los neste momento especial de recolhimento. Edson e Claudia".

Esse foi o comunicado oficial de uma separação que ninguém esperava. Não tenho nadinha a ver com a vida deles, não sei o que se passou para que chegassem a essa decisão. Mas - de tudo - ficou pra mim uma única certeza: NÃO EXISTE CASAL DE PROPAGANDA DE MARGARINA.
Não existe casal perfeito, não existe marido perfeito, não existe esposa perfeita, não existe lar perfeito. Nada disso. Na casa de todo mundo tem ciúmes, na casa de todo mundo estoura o cano da cozinha, na casa de todo mundo tem louça pra lavar, na casa de todo mundo tem insegurança e decepção.
O assunto da separação dos atores foi o assunto mais twittado desde quando o colunista Ancelmo Gois deu a notícia em sua coluna. Mas porque todo mundo ficou pasmo quando soube?
Eu acho que é justamente pelo fato de o casal tentar incessantemente imprimir na mídia a imagem de casal que não briga, que não tem bafo pela manhã, que não fica com xulé. Eles eram perfeitos, ela era sempre linda, talentosa, boa mãe, boa esposa, amável e ele sempre muito cavalheiro, muito gentil, muito lindo, muito limpinho, muito carinhoso...
Um casal hermeticamente fechado para problemas & afins.
É bom para que a gente aprenda que nada é tão lindo. Embaixo dos panos sempre existe um pouquinho (mesmo que bem pouquinho) de sujeira. É preciso lembrar que qualquer relacionamento amorna, que é preciso manter o aquecimento mesmo que por vias artificiais, que é preciso estar sempre atento ao que quer o outro. Lembrar que o nosso umbigo, muitas vezes, não é o mais importante.

E assim, até que existe uma chance de um casamento durar. Pra mim, 17 anos - que foi o que durou o deles dois - é bastante. Não se pode dizer que não deu certo.



quinta-feira, 22 de julho de 2010

Filhotes


Hoje quando acordei meu filho olhou pra mim e disse "bom dia, princesa".
Não preciso de mais nada. Entende?! Eu sou importante para alguém.
Um dia desses uma pessoa me perguntou se eu não me arrependia de ter me tornado mãe. Primeiro, que pergunta idiota. Segundo, não. Não me arrependo. É a melhor coisa que eu já fiz. E faço bem, modéstia a PQP.
As pessoas ficam imaginando que - só porque meu mundo hoje já não gira em torno do meu umbigo - eu sou infeliz. Que eu sinto saudade de sair, beber, voltar a hora que bem entendo, dormir até mais tarde, comprar compulsivamente e sem culpa. Essas coisas todas não importam mais. Mesmo. A vida com meus filhos e marido é tranquila, caseira, discreta. Nós vivemos um para o outro e não tem nada que seja mais delicioso. Sabe aquela frase "E o passado é uma roupa que não nos serve mais" da música interpretada pela Elis? É exatamente isso. As coisas que ficaram pra trás do momento em que vivo agora, não me servem mais. Não preciso de nada além da felicidade que sinto em estar perto deles.
Engraçado como isso incomoda alguns. Talvez por eles também sonharem um dia em viver o que tenho vivido e sentirem-se acovardados de tentar.



Você que é feito de azul

Havia de ser pra você.
Senão era mais uma dor.
Senão, não seria o amor

Aquele que o mundo não vê.
Amor que chegou para dar, o que ninguém deu pra você.

Bom dia.